fbpx

Hoje vamos falar sobre a diferença entre Obra Musical e Fonograma.⠀

Um ponto importante para entenderes a indústria musical, quem a integra e a responsabilidade de cada um.⠀

Para começar, deves entender que a obra é qualquer composição musical que contenha letra e melodia, ou apenas melodia.⠀

É um património intelectual, portanto é intangível e não pode ser consumida diretamente. Esta pertence ao compositor e à editora, caso tenha.⠀

O que ouves na realidade é uma apresentação ao vivo ou uma “gravação” da música.⠀

E esta gravação tem um nome: Fonograma. O que não é mais do que um produto feito a partir de uma música. Este pertence ao intérprete e à gravadora, caso exista um contrato celebrado entre os dois.⠀

Assim o Fonograma pode ser entendido como a fixação de uma música em qualquer tipo de suporte material, como uma faixa de CD, pronta para ser consumida.⠀

Todas as músicas que ouvimos na rádio, filmes, CDs, serviços de streaming, e outros reprodutores de músicas, são geradas a partir de um Fonograma.⠀

É possível, e muito comum, uma mesma música ter diferentes Fonogramas, em diferentes versões e/ou interpretadas por diferentes artistas.⠀

Um exemplo muito conhecido é o da música Valerie. Famosa pela interpretação da Amy Winehouse, a música pertence na realidade à banda The Zutons, com um Fonograma da mesma criado pelos próprios.⠀

E é por isso que é muito importante manteres tanto as tuas obras, quanto os teus Fonogramas devidamente registados. É através deste registo que é possível a identificação necessária para que todos recebam os seus direitos autorais corretamente.⠀

Deixar um comentário

Sobre o Camaleão

Aberto 24 horas
R. Castelo Branco Saraiva 18A
1170-082 Lisboa

T. 917 416 159
E. info@camaleao.eu

© 2020 Camaleão