fbpx

Os serviços de streaming de música como o Spotify, Youtube e Apple Music, são hoje o método preferido de consumo para a maioria dos ouvintes.⠀

Enquanto músico, produtor musical ou engenheiro de som é importante saberes o que acontece com a tua música nestas plataformas para conseguires oferecer a melhor experiência possível.⠀

Deves começar por entender que estas plataformas normalizam tanto o volume das músicas mais altas como das mais baixas para manter o nível de reprodução consistente entre todas as faixas.

Mas o que isto significa para ti?

Antes das plataformas de streaming e da normalização do áudio, a maioria das músicas tinha como objetivo atingir o volume máximo possível para serem competitivas.⠀

Isso ocorre porque ao recebermos as músicas mais altas temos a ilusão de maior nitidez e presença do que as músicas mais baixas.⠀

O resultado inevitável de aumentar demais o volume é que os transientes são perdidos, a amplitude dinâmica é reduzida e o som é distorcido.⠀

Quando duas músicas são normalizadas para o mesmo volume, a comparação do equilíbrio tonal torna-se imparcial.⠀

As músicas que procuravam atingir o máximo volume possível perderam assim a sua vantagem e as falhas causadas pelo excesso de limitação ficaram óbvias quando comparadas com as restantes.

De que forma podes responder a isso?

Já não precisas de comprometer a tua música procurando elevar o seu volume ao máximo para se destacar.⠀

Em vez disso, podes lançar a tua música mais dinâmica e empolgante sem te preocupares se soará demasiado baixa ao lado de outros lançamentos.⠀

Deves assim procurar encontrar o “ponto ideal” onde os detalhes técnicos (volume, transiente máximo, amplitude dinâmica e amplitude de volume) são adequados para a música e para as plataformas de streaming de música.⠀

Deixar um comentário

Sobre o Camaleão

Aberto 24 horas
R. Castelo Branco Saraiva 18A
1170-082 Lisboa

T. 917 416 159
E. info@camaleao.eu

© 2020 Camaleão